quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

Jaguarão, Carnaval, Futebol

Rodri, artista do Grupo Tholl foi um dos destaques

Toda unanimidade é burra. A conhecida frase de Nelson Rodrigues expressa uma situação que, sem dúvida, não se aplica ao evento que movimentou milhares de foliões de todas as partes do Brasil aqui em Jaguarão. É consenso, mesmo os mais pessimistas hão de concordar, que o nosso Carnaval de Rua figura entre os melhores, se não o melhor, do estado. 

No domingo, almocei num dos restaurantes que se encontrava repleto, mais de 200 pessoas. Comentei com minha esposa que os únicos clientes de Jaguarão éramos nós. O restante era formado totalmente de turistas. Os efeitos econômicos desta festa se refletiram em quase todos os segmentos, hotelaria, pousadas, gastronomia, segurança, equipes de apoio, músicos, artistas, costureiras, supermercados, padarias, postos de gasolina, ambulantes, alugueis, camping, e até banheiros, o que deveria fazer inveja ao protagonista do filme o banheiro do Papa. Aqui quem alugou banheiro, faturou. A multidão esperada compareceu.

Quais as qualidades que fazem deste carnaval uma festa de tal envergadura? Poderíamos citar muitos motivos, mas talvez o fundamental, ainda seja o clima familiar e de segurança que envolve todos os foliões. Crianças, adultos, jovens, todos irmanados celebrando esta autêntica manifestação da Cultura Popular Brasileira.  Este é o segredo. Quem vem de fora se sente participante desta sensação tão contagiante que é o verdadeiro espírito carnavalesco, de dança, brincadeira, música, alegria, criatividade e amor. Há as exceções, como o sujeito que deu uma de malandro cobrando ingresso para a arquibancada popular. Não se pode negar que teve espírito empreendedor, logo reprimido pela segurança, que, aliás, foi muito eficiente em todos os pontos.

Claro que para o êxito do evento foi decisivo o trabalho desenvolvido pela Organização. A Liga de Carnaval, a Prefeitura, a segurança da BM, os trios elétricos e o próprio povo, afinal, sem ele, não há festa.

O desafio que se nos apresenta para 2014, ano de Copa do Mundo, é manter e melhorar as condições de estrutura para um número ainda maior de turistas que serão atraídos pelo êxito do nosso Carnaval. Sem dúvida, será mais um golaço de Jaguarão.  

Jorge Passos

Texto publicado na coluna Gente Fronteiriça do Jornal Fronteira Meridional do dia 15/02/2013


Postar um comentário