segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

La Mancha com o melhor do nativismo

Everson Maré, Roberto Luzardo, Luiz Marenco, Robledo Martins, Volmir Coelho e Mano Jr
La Mancha em noite mais campeira que mugango no leite.   Fotografia Elis Vasconcello
s

Na noite de sexta-feira,  primeiro de fevereiro, data tradicionalmente consagrada a Iemanjá , a arte e  a  música contaram com a ajuda da Orixá das águas. A chuva que ameaçava durante o dia amainou e o Espaço Cultural La Mancha lotou para mais um espetáculo de luxo.

O Show de abertura contou com o grupo uruguaio de Carolino Correa Almeida, Marcelo Fernandez (violão),  Marcos Correa (Percussão) e Fernando Campelo (Flauta transversa). O candombe e o folclore oriental em grande estilo.

Depois foi a vez da música gaúcha com o compositor, músico e intérprete Volmir Coelho de Livramento, o melhor da Filosofia do campo. Sentia-se um cheiro a tapera, a criolina no galpão, que me fez até lembrar meu velho tio lá no Telho. Coisas do tempo ido. No compasso andariego das milongas, recordei o momento em que fomos buscá-lo na campanha. O rancho havia desabado pra um lado e ele tava morando embaixo da carroça. Era um taura mesmo. Veio pra cidade, mas não perdeu os costumes. Volta e meia me pedia pra comprar gasolina numa garrafa de litro. Era pra se afumentar, tirar as coceiras.  Mas coceira mesmo é que não se sentiu nesta noite do La Mancha. Só sede. E para amenizar isso estava a cerveja gelada do parceiro Said, inigualável. ( Quando os bares de Jaguarão irão fazer um cursinho rápido de gelar loiras com o nosso poeta da meia lua?) Em seguida veio o lançamento do CD Sinceridade com  Everson Maré  e o gaiteiro Mano Júnior. Foi prá não se botar defeito mesmo, essa noitada,  ainda mais com as participações especiais de Robledo Martins, Roberto Luzardo e Luiz Marenco .  O melhor do Nativismo em Jaguarão.

Agora é esperar o próximo espetáculo no dia primeiro de março, com a participação do Mário Barbará. Imperdível! 


Postar um comentário