quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

Dom PiXote de La Mancha


Dom PiXote de La Mancha em nossa história
E seu fiel escudeiro Sancho Pança Vazia
Que nascem em países sem memória
E morrem pouco antes do meio-dia.

Não têm lanças pra enfrentar batalhas
Então lançam olhares pra despertar carinhos
Ou se contentam com míseras migalhas
Ou comem o vento que venta dos Moínhos.

E seguem em bando pelas madrugadas
Pois não tem Dulcinéias para amar nessa vida.
Sonham com doces e acordam nas calçadas
Com o gosto amargo de uma bala dirigida.

Vão para a luta com a ilusão de menino
Que faz, da esperteza, armadura
Sem saber que tombar é o destino
De quem é Cavaleiro de Esquálida Figura!

Jorge Missagia



Postar um comentário