sexta-feira, 16 de julho de 2010

MÚSICA: "VOLUME UM"

Boa Música da terra, Planeta Terra!


Servidor da DRF Passo Fundo lança CD
29 de junho de 2009

Raul Schleder Boeira é ATRFB da DRF Passo Fundo e em novembro deste ano completará 30 anos na RFB, onde ingressou como Agente Administrativo.



Em 2008, resolveu lançar seu primeiro cd "Volume Um". Para produzi-lo, convidou o velho amigo Dudu Trentin, pianista que atuou em Porto Alegre nos início dos anos 80, com o grupo Cheiro de Vida, Nei Lisboa, Vitor Ramil, e hoje vive na capital carioca, integrando o quadro de arranjadores da Rede Globo, além de tocar nas bandas de Marina Lima e Paula Morelenbaum.
O disco tem sambas, ijexá, xote, baião, partido alto, toada, além de candombe e milonga. O repertório traz doze canções: O poder da benzedura, Negro coração e Clariô (ambas em parceria com Alegre Corrêa), Oferenda, Doutor Cipó, Na beira do rio, Pro pandeiro não cair, Minha reza, Castelhana, Com o azul nos olhos (parceria com o porto-alegrense Mário Falcão), Tataravô e Laranjeira.



Estão no disco alguns dos melhores músicos brasileiros: Ricardo Silveira, Lula Galvão, Celso Fonseca, Torcuato Mariano, Julio Herrlein, Fernando Caneca e João Gaspar (violões e guitarras); André Vasconcellos e André Rodrigues (contrabaixos); Alex Fonseca (bateria); Sidinho Moreira e Firmino (percussões); Marcelo Martins (flautas); Léo Brandão (acordeom); Glauco Fernandes (violinos); Barbara Mendes, Juliano Cortuah, Nina Pancevsky e Lu Duque (vocais).
O álbum foi gravado no estúdio Nas Nuvens (RJ) por Vitor Farias que, segundo Raul, "é um dos melhores técnicos de som do país". Ele salientou ainda, que "o projeto gráfico, no formato digipack, foi criado por Jeferson Lorenz, designer da Universidade de Passo Fundo.

O cd foi fabricado pela Microservice (Manaus) e pode ser solicitado pelo e-mail raulboeira@gmail.com
Raul Boeira convida todos a ouvirem algumas canções do Volume Um no endereço
www.myspace.com/raulboeira.

Retirado do: Informativo da 10ª Região Fiscal (RS) nº 19/2009 - Cultura
Jorge Passos
Postar um comentário