quarta-feira, 14 de julho de 2010

POEMAS CHAGAS POEMAS CHAVES



Abalado / reticente

Assim,
na estrada mesmo,

onde se está pra ser,
Faltou-me o ar,

Eh!

Fechei mais ainda a boca,
tranquei a respiração...
e não fui.


- quis ir, mas não pude!

Agora,

“La rueda del hambriento”:
Dá-me um pedaço de pão...,
de perdão, sei lá do que!

“Mas, dá-me”!
A eternidade da lamentação...



Sérgio B. Christino




Obs.:
"La rueda del hambriento" , Poema de Cesar Vallejo, poeta peruano (1892-1938).


Postar um comentário