quinta-feira, 4 de novembro de 2010

Reticências...

Foto Daniel Moreira

É tão belo esse instante entre parênteses,

Os segundos que voam calados,

Nenhuma vírgula ou senão.


É tão único esse momento,

Que descreve tão bem esse sentimento,

Com dois pontos, nova linha e travessão.


É tão raro esse delírio mútuo,

Essa loucura contida que escapa,

Esse demorado ponto de exclamação!!!


Mesmo que venham as interrogações no futuro,

Que os adjetivos mudem, o verbo, enfim,

Haverão sempre reticências em nossa história...


Jamais um fim!


Daniel Moreira

(revista-seja.blogspot.com

)

Postar um comentário