quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Lançamento de Livro sobre a Matriz do Divino no Bicentenário da Freguesia de Jaguarão


O autor, Eduardo Alvares de Souza Soares, e sua obra

O livro IGREJA MATRIZ DO DIVINO ESPÍRITO SANTO DA CIDADE DE JAGUARÃO é uma longa e detalhada crônica histórica do catolicismo em Jaguarão. Inicia com referências à primitiva igreja que existiu no local onde hoje se assenta o atual templo e finda no ano de 1885, com um discurso pronunciado na Matriz pelo “Comendador Azevedo, em 12 de fevereiro de 1885, ao ensejo do primeiro ano de falecimento do Pe. Joaquim Lopes Rodrigues, que foi o seu segundo Vigário Colado.

Nele estão descritas as procissões, as festas do Divino, de Nossa Senhora da Conceição, de Nossa Senhora do Rosário, com toda sua “pompa e circunstancia”. Contém um caderno ilustrado com 48 páginas em papel couché, com fotografias a cores do prédio, seus altares, suas imagens, seus vitrais, dos objetos religiosos e ainda, dos personagens históricos que por ele circularam.

Enriquece a obra a descrição de todos os sacrifícios, físicos e materiais, dos jaguarenses para erguer sua Igreja Matriz: Listas com os nomes dos doadores, dos materiais utilizados, das pessoas que nela trabalharam. Além disso, em anexo, uma lista dos Casamentos em Jaguarão , de 1847 a 1893.

Os efeitos, em Jaguarão, dos acontecimentos de 27 de Janeiro de 1865, da Guerra do Paraguai, de duas epidemias do Cólera- Morbus, da “Questão Religiosa” entre o clero e a maçonaria. E mais: as lutas políticas, os embates jornalísticos, a atuação da Câmara Municipal de Jaguarão.

Acresce dizer que, à época focada no livro, toda a vida social jaguarense girava em torno das festas religiosas que estão minuciosamente descritas.

No anexo final, peças extraídas do Processo de usucapião da Matriz findadas em 2010 (petição inicial, mandato e sentença de mérito). Enfim, 330 páginas de pura história.

Como diz Sérgio da Costa Franco ao final do seu prefácio à obra: (...) UM LIVRO DE PRESENÇA OBRIGATÓRIA NOS LARES E BIBLIOTECAS DE JAGUARÃO.

Cleber Carvalho, artesão,  autor da réplica em cerâmica da Matriz
Texto : Resenha que acompanhou o convite para o lançamento do Livro.   
Postar um comentário