quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

Pássaro Perdido

Foto Araquém Alcântara

Sou o hóspede que habita a luz
Cavalgo as sombras
Para encontrar a petulância da claridade
Sou energia compacta do nada

Sou o frio e o calor acumulado
Reflexo do impossível
O previsto do imprevisível
Um violino desafinado

Um fragmento inerte chamado corpo
Nada é certo neste mundo
Tudo e possível
Infectado por o abstrato do impossível

Impulsionado por o destino incerto
Sou fonte de água no deserto
O supérfluo do sentido
Pássaro perdido

Orides Siqueira

Militar da reserva. Poeta. Filho de Marcos Siqueira (Marquinhos) e de dona Ofrasina Corrêa Siqueira (Negra). Casado com a professora Giovana, pai da Geórgia Cassilda (GEGE) e do Marcos Alfredo (SASSA). Nascido na histórica SEIVAL, terra dos CORRÊA, criado na heroica JAGUARÃO, terra dos SIQUEIRA, radicado há 30 anos em ARROIO GRANDE, terra da esposa e dos filhos.


Postar um comentário