terça-feira, 17 de janeiro de 2012

Acervo preserva a história da família de Carlos Barbosa

Foto: Carlos Queiroz

A sensação de quem entra na casa do doutor Carlos Barbosa Gonçalves é de que a família acabara de deixar o local para uma viagem. Toda mobília e pertences pessoais estão no mesmo lugar que as herdeiras Eudóxia Barbosa Palmeiro e Branca Barbosa Gonçalves deixaram há mais de 37 anos. 

Relíquia da fronteira de valor incalculável e acervo histórico que chama a atenção de turistas brasileiros e estrangeiros, o Museu Carlos Barbosa foi um presente da família não só a Jaguarão, mas ao Rio Grande do Sul. Numa breve volta ao passado, o Estilo mergulha nos hábitos e costumes do médico e político que fez história no Sul do Brasil.

Serviço
O quê: Museu Carlos Barbosa
Quando: aberto a visitação de terça a sábado, das 9h às 11h e das 14h às 17h (domingo por meio de agendamento de no máximo dez pessoas)
Onde: Rua 15 de Novembro, 642, Jaguarão - distante 383 km de Porto Alegre, 140 km de Pelotas e 183 km de Rio Grande
Quanto: ingresso custa R$ 5,00 por pessoa
Contato: (53) 3261-1746 

 
Por: Cíntia Piegas - cintiap@diariopopular.com.br


Postar um comentário