segunda-feira, 27 de setembro de 2010

PEDRO MUNHOZ - ENCANTORIA


FRONTEIRA ME VOY - PEDRO MUNHOZ


Quando a noite se aproxima,
Chega a hora da partida
E uma saudade doida,
Toma conta de mim.
Apesar dessa distância,
Coração feito criança,
Ruma junto co’as lembranças,


Fronteira me voy, me voy, me voy,
Me voy, me voy..


Na despedida do dia,
Um ar de melancolia
Invade o Taim com a neblina
E lá se “vâmo” nós.
Pela estrada que margeia,
A vida da gente campeia,
a lua o banhado clareia,


Fronteira me voy, me voy, me voy,
Me voy, me voy..


Coração e peito aberto,
Lá se vai um cantador.
O destino dos incertos
É o rumo deste sonhador.
Coração e peito aberto,
Coragem que se faz canção,
Pouco importa o que é certo
Vida e arte é uma só missão
Sina de viver artista,
Amigos de igual caminho

Cantigas na beira do fogo,
Somos todos iguais.
Olhares perdidos nas chamas,
Na certeza de quem ama,
Caranga nos canta "una zamba”.
Fronteira me voy, me voy, me voy,
Me voy, me voy..
Segue o artista popular
Munido de intuição,
Vai em busca do pão,
Noites e noites, Bar i Bar
Pensa em tudo que se foi
A vida que nasceu de novo.
Ser livre é cantar para o povo,
Fronteira me voy, me voy, me voy,
Me voy, me voy..
Coração e peito aberto,
Lá se vai um cantador.
O destino dos incertos
É o rumo deste sonhador.
Coração e peito aberto,
Coragem que se faz canção,
Pouco importa o que é certo
Vida e arte é uma só missão...


Vai chegando a hora da partida e uma saudade doída...

Esta é a faixa 16 do Encantoria, primeiro CD do amigo e trovador Pedro Munhoz gravado ao vivo em 1998, no Teatro do Círculo Operário Pelotense. Aliás, primeiro CD gravado ao vivo em Pelotas e sul do estado. Verdadeira obra prima da música popular . Música da terra, Planeta Terra!

Visite http://www.pedromunhoz.mus.br/

http://pedromunhoz-ocantardeumtrovador.blogspot.com/

Postar um comentário