domingo, 10 de outubro de 2010

PAR DE DOIS



Casar não é um verbo irregular,

Pode ser transitivo ou intransitivo,

E depende de como o conjugamos

Na nossa relação com o amor.


Se for intransitivo será apenas

Festejar, convidar os amigos,

Comemorar em grande estilo:

Prazeres efêmeros, furtivos.


Quando o casamento é transitivo

Buscamos além da exterioridade,

Nos lançamos numa busca de nós,

Pelo que nos une ao outro.


É uma experiência de descoberta a cada dia,

É aceitar as nossas mudanças

E as mudanças de quem amamos.

É conhecer todos os dias um novo amor.


É cultivar o companheirismo,

Viver muitos sentimentos e conflitos.

É ter paciência para encontrar razões

Que a própria razão desconhece.


Assim casar só pode ser transitivo,

Para transitar na descoberta diária,

Na razão e na paixão encontrar sentido,

Se alimentar do amor renovado, redimido.



Fábio de Oliveira


Postar um comentário