sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Bibliotheca Pública Pelotense - 135 anos

Música, literatura e a linguagem do traço

Eventos com entrada franca na programação especial da Bibliotheca Pública Pelotense

Os grandes compositores da MPB - de Vinicius a Chico Buarque, de Lupicínio Rodrigues a Tom Jobim - são os nomes destacados neste sábado (23), na programação especial que comemora os 135 anos da Bibliotheca Pública Pelotense (BPP). O passeio pela obra destes e de outros autores é conduzido, a partir das 20 hs, no salão nobre da BPP, pelo VOCAL SEM BATUTA , grupo (de Caxias do Sul) com sete vozes femininas acompanhadas por quatro instrumentistas. O espetáculo integra o programa ARTESESC e representa uma contribuição do SESC-RS à programação de aniversário da Bibliotheca, aberta no último dia 15 e com atividades até 14 de novembro.

Aldyr Schlee

Às vésperas de lançar mais uma obra - Dom Frutos , pela editora ARdoTEmpo , dia 03 de novembro, em Porto Alegre - o jaguarense-pelotense Aldyr Garcia Schlee é o convidado especial do segundoevento da série Leituras Brancas , às 19:30 horas da próxima terça (26), no salão térreo da BPP. Como leitor-convidado, Schlee apresenta trechos do romance histórico que será lançado na Feira do Livro da capital. Leituras Brancas tem a coordenação e condução dos professores ( da UFPel) Luis Rubira e Renata Requião. Neste segunda edição será feita a leitura pública de trechos de três obras de Schlee: Uma terra só , Linha divisória e Contos de sempre. Com quatro edições ( sempre às terças) dentro da programação geral BPP 135 ANOS/LETRAS E VERSOS DE FRONTEIRA , o projeto destaca a produção literária de Aldyr Schlee e Cyro Martins ( 1908-1995), pela ligação com o universo de fronteira.
Humor gráfico e a arte do traço

Na programação de aniversário da BPP a noite de quinta (28) está reservada para autores que passam suas mensagens com raras palavras - ou mesmo sem palavras. Dentro do espaço Conversa sobre Livros - às 19:30 horas, no salão térreo - profissionais do traço ( humor gráfico, quadrinhos, charges) reúnem-se em torno do convidado especial, Renato Canini. Nascido em Paraí - RS, em 1936 e residindo em Pelotas já há alguns anos, Canini é uma das referências nacionais na arte do traço. Criador de vários personagens, ilustrador de mais de 50 livros infantis , participou das principais publicações dedicadas ou com espaço para o humor gráfico , inclusive do PASQUIM , criado por Ziraldo, Millor, Jaguar e outros no final dos anos 60. Formador de uma geração de cartunistas, o semanário carioca teve ainda uma segunda fase, no início desta década, sob o título Pasquim 21. André Macedo ( Pelotas) e Wagner Passos ( Rio Grande) estão entre os convidados para a conversa com Renato Canini. Conversa sobre Livros tem entrada franca, como todos eventos da BPP.
Postar um comentário