quinta-feira, 7 de abril de 2011

Construindo Incubadora de Cultura e Turismo

Técnicos da UNB realizaram Oficina sobre Incubadora  de Turismo Cultural

Nesta terça feira, dia 05 de abril , no auditório da Casa de Cultura foi realizada Oficina sobre Incubadoras Culturais  pelos tecnicos Gustavo Vidigal e Gabriela Grauda,  do Centro de Desenvolvimento Tecnológico da Universidade de Brasília. A coordenação dos trabalhos do PNUD em Jaguarão está a cargo da arquiteta Adriana Ansa representando a Prefeitura Municipal.  

Entre os participantes, as presenças do pessoal do Teatro Gruta, artistas de dança de rua, artesãs ligadas à comunidade de pescadores, dirigentes de associações interessadas em pontos de cultura, músicos e compositores do Caminhos de Si, esta Confraria dos poetas, vários professores da Unipampa e sua diretora, além de ativistas independentes que desenvolvem trabalhos na área da cultura.

O objetivo da Oficina foi direcionado em articular uma orientação básica para a criação de incubadoras ligados aos empreendedores e empreendimentos culturais e de turismo, estimular um projeto de implantação de incubadora a partir da participação do poder público por meio Prefeitura Municipal, meio acadêmico  representado pela Unipampa e comunidade através dos agentes culturais.  

O espírito de uma Incubadora é  não permitir que aconteça o que diz aquele ditado "projeto que morreu na casca".  Portanto, fornecer gerenciamento básico, orientação, acompanhamento, assessoria, consultoria, qualificação e planejamento são algumas das missões importantes para amparar e fortalecer os projetos dos empreendedores em cultura e por consequência do turismo cultural. 

A atividade insere-se no Projeto de Fortalecimento de Capacidades para o Desenvolvimento Humano Local (CNM - PNUD).  

As Nações Unidas irão investir US$ 1,8 milhão em quatro municípios brasileiros. Além de Jaguarão, participam do projeto Abaetetuba (PA), Barbalha (CE) e Marliéria (MG). O dinheiro disponibilizado pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) será usado para capacitar funcionários das prefeituras, do setor privado e do terceiro setor a elaborar e pôr em prática políticas e projetos que contribuam para melhorias socioeconômicas inclusivas e sustentáveis na cidade.

empreendedores culturais na expectativa da criação de  incubadora 


Jorge Passos
Postar um comentário