terça-feira, 30 de agosto de 2011

Lançamento do "Já se vieram"

Lançamento em Jaguarão está previsto para o dia 08 de outubro 


 ELE SE CHAMA MARTIM CÉSAR, SENHORES"


 Escrevo para os que não estavam presentes no lançamento do CD "Já se vieram", com as letras de autoria do jaguarense Martim César Gonçalves,  que ocorreu no dia 27 de julho, no Teatro Bruno Kiefer, em Porto Alegre. Os que estiveram pessoalmente naquela noite, por certo, vão concordar que o momento foi de grande emoção. 


 Não cabe dúvida que a interpretação esmerada do intérprete das "poesias do Martim" - Marco Aurélio Vasconcelos -, assim como o acompanhamento musical coordenado por Marcelo Caminha, ficaram no mesmo nível do talento do letrista. Quero, no entanto, é chamar a atenção para as mensagens que transparecem nas letras apresentadas. Ouvir aquelas composições, para quem conhece a realidade campesina, é reviver, sem retoques românticos, um pouco da rotina quotidiana da vida na campanha. A história desse personagem, sem ser  um "mar de rosas", não é apenas de privações. Martim César consegue transferir para a literatura, com especial inspiração,  essa composição cultural própria do gáucho. Durante a apresentação, a platéia acompanha o cantor no sentimento que a canção expressa e não regateia aplausos, manifestando sua aprovação. A chamada para esta matéria está relacionada com uma das mais significativas composições do CD. A milonga-candombe "Torquato Flores, senhores", que mais agradou à assistência e, por sua solicitação, foi a que atendeu ao tradicional bis, consagrada pela preferência dos presentes. 
Vejam uma provinha da letra:

 "Meu nome é Torquato Flores
 Guitarra buena e bom pingo
 Fui feito para os amores
 E pras pencas de domingo"...
""Meu nome é Torquato Flores
 Não tenho marca ou sinal
 Pois não aceito senhores
 Tampouco rédea ou buçal... 

Quando, após o espetáculo, fui cumprimentar o autor, com meu abraço, só pude dizer-lhe que ele havia se superado. Não conheço tudo que ele já produziu até hoje, mas do que conheço, palpito que esse é um de seus melhores trabalhos. Quem sabe, ainda um dia tenha que desdizer o que estou afirmando agora?  Cumprimentos ao Martim, ao Marco Aurélio e à sua equipe. Sucesso a todos! Jaguarão também está de parabéns!


Você já encontra o CD "Já se Vieram" em Jaguarão nos seguintes locais: Tabacaria Tulipa, Livraria Contexto e na Casa de Cultura. 
Em Pelotas, no Studio CDs e Parrillada del Puerto.

Postar um comentário