sábado, 6 de agosto de 2011

Lua Preguiçosa


Na noite tão silenciosa,
regada de nostalgia,
na trilha resplendorosa,
lua preguiçosa ia.

lua preguiçosa ia,
sentindo saudades tuas,
espalhando poesia,
banhando de prata as ruas.

Banhando de prata as ruas
vão estrelas pela via,
como tu que continuas
disseminando alegria.

Disseminando alegria,
atrasam-se aquelas duas,
que afastam a ataraxia,
afagando as flores nuas.

A lua preguiçosa ia,
banhando de prata as ruas,
disseminando alegria,
afagando as flores nuas.



Mardilê Friedrich Fabre
Grinalda de trovas

2 comentários:

Unknown disse...

Oi amigo Jorge, obrigada pelo destaque. Sinto-me honrada em ter textos meus publicados no blog da Confraria dos Poetas de Jaguarão. Abrs. Mardilê

J P disse...

Sua presença no blog da Confraria é que nos honra!

Abraço

PROGRAMAÇÃO DA IV SEMANA DO PATRIMÔNIO DE JAGUARÃO/2022

  13 AGO 22 (Sábado) LOCAL : Prédio Tiaraju (Rua 15 de novembro, frente ao Museu Carlos Barbosa) 19:00 h : Cerimônia de abertur...